Escritos de Ada

quinta-feira, 3 de junho de 2010



Ao poeta
medroso

resta

a caneta -
lâmina

que assina

o poema -
obituário.

In Menina Gauche, Flor do Sal, 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário