Escritos de Ada

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Para F. (e porque está chegando o dia 12)

Eu
que pensava saber o que é poesia
descobri:

poesia é quando abro a porta para você
você
de capacete na mão, camisa de botões, sorriso no rosto

você
de cabelo recém-lavado e repleto de ondas que te mandam cortar
mas que eu quero assim
caudalosas
para eu afundar meus dedos e meu rosto nesse mar perfumado

poesia
é sua barba por fazer
é seu corpo
que parece pedir "me toca" só por ser como é
é seu braço firme me fazendo flutuar até seu colo
é sua mão enlaçada na minha

é a casa que ainda não temos
são os bichos que ainda não adotamos
são os filhos que eu não queria

é a paz que eu não imaginava ter no desassossego dos lençóis

são todos os versos
- os que escrevi, os que escrevo e os do porvir
com todos os clichês que se derramam das nossas bocas e dos nossos dedos:

nossa poesia.