Escritos de Ada

sexta-feira, 15 de outubro de 2010



Feneça na água
a dor de ser
o que não se pode ter.

4 comentários:

  1. Narciso...
    Não sou muito ligada a arte, mas gosto muito desta e tua poesia se encaixou tão bem.
    Saudades mana
    bjos

    ResponderExcluir
  2. dizer tanto em tão pouco é para poucos mesmo, fia.
    te amo, até sexta né?

    ResponderExcluir
  3. É incrível Ada como vc diz tanto em tão pouco. Isso é o que mais me impressiona na sua poesia. Muito fã eu sou.

    ResponderExcluir